Cidades

Fé e a pandemia: O desafio de manter a crença, mesmo distante dos templos

Porto Velho

Fé e a pandemia: O desafio de manter a crença, mesmo distante dos templos

A Pandemia mudou a vida e a rotina de todo mundo, muita coisa começou à ser feita de casa, como trabalhar, estudar, se reunir e principalmente, exercer a fé. 

Nome do Artista - PANDEMIA RELIGIÕES.mp3

Assim como a maioria dos setores da sociedade, os templos religiosos também tiveram que se adaptar aos novos tempos, reuniões online, cultos com número reduzido e até mesmo o fechamento total dos templos, tudo isso virou rotina para estes lugares.


Por conta situação que Rondônia vive com a Covid-19, ficar atento às mudanças do decreto se tornou uma obrigação de qualquer templo religioso. E nestes locais onde objetos como livros religiosos e púlpitos eram comuns, agora convivem com outros, estes um pouco mais incomuns, como termômetros e máscaras. 


No final da tarde deste domingo, o governo informou que 704 novos casos foram registrados no estado, além de 15 óbitos, 15 vidas que se juntam aos mais de 3.000 já mortos, e não são só números, são vidas, são pais, mães, filhos, maridos, esposas, para o vírus, isso não importa, assim como não importa a sua crença, e lembre - se, seguir as normas e se cuidar, também é uma prova de amor e fé, afinal, devemos amar o nosso próximo como à nós mesmos.

Foto: Canva/Portal da Cidade

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://cbnamazonia.com/